Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


HOJE VOU FALAR DE AMOR

por Rosinda, em 30.01.10

 

Hoje apetece-me falar de amor. Não pretendo e nem quero ferir a susceptibilidade de ninguém, não sou psiquiatra, vou somente

escrever sobre o que penso do amor, esquecendo um pouco o sonho, a fantasia, a ilusão e  outros sentimentos inerentes e baseando-me um pouco na minha história de vida e de outras que conheço.

O amor tem várias vertentes, vou falar do amor entre homem e mulher.

 Falar do amor de mãe, família, amigos e amor ao próximo... seria mais complicado, para não dizer catastrófico, pois penso que infelizmente cada vez há mais desamor, talvez se deva ás exigências da vida; exagerada de ambição e egoísmo.

----------------------------------------------------------

Quando chegamos á adolescência o nosso corpo desperta para

a sexualidade, logo aí começa o erro, muito especialmente as mulheres (alguns homens também) associam essa emoção física ao amor. Assim, arranjam namorado e entregam-se de corpo e "alma". Encetando uma relação que leva ao casamento ou á vida em comum. 

Enquanto durar o estado de graça, versus paixão, vão tendo oportunidade de se conhecerem melhor e poder ou não desenvolver outro tipo de amor, que não podendo deixar de ter paixão, tem de avançar para a compreensão a amizade e respeito mutuo. Mas muitas vezes confundindo sentimentos isso não acontece...Aí vem a decepção, e as frases eu merecia melhor... A vida passa a ser um eu ... constante.

Assim, quando aparece alguém que nos atrai fisicamente, a história começa de novo; E muitas vezes a relação é igual ao fim de pouco tempo. 

Quando se atinge um certo conhecimento da vida, a que muitos

chamam maturidade, já vão entrar noutra relação com mais cuidado e segurança; Se pelo contrário continuam a sonhar com o amor perfeito... volta a ser um fracasso!

Há felizmente, quem tenha a sabedoria suficiente e consiga construir o amor para toda a vida, penso que terá de ser um amor versátil; que vai mudando a cada dia...como a pessoa que o sente (tudo muda) Mas continua a ser amor...

Há aqueles que vêm o amor só como um acto de constante paixão... e a paixão é muito inconstante; quando se vive o dia a dia, com todas as nossas imperfeições e rotinas... e traições!

O amor verdadeiro, na minha opinião, poucos sabem ao certo o que será, e muitas vezes o procuram quando já o têm ali... mesmo a seu lado... 

 Rosinda

                                                  

"Os homens cultivam cinco mil rosas num mesmo jardim e não encontram o que procuram. E, no entanto, o que eles buscam poderia ser achado numa só rosa" 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:18

O AMOR E A LOUCURA

por Rosinda, em 25.01.10

 

                                            Contam que uma vez todos os sentimentos e qualidades dos homens se reuniram  num lugar da terra. Quando o ABORRECIMENTO  reclamou pela terceira vez, a LOUCURA, como sempre tão louca,  propôs-lhes:
- Vamos brincar ao esconde-esconde?
A INTRIGA levantou a sobrancelha intrigada e a CURIOSIDADE, sem poder conter-se, perguntou:
- Esconde-esconde? O que  é isso?
- É um jogo, explicou a LOUCURA, em que eu fecho os olhos e começo a contar de um a um milhão enquanto vocês se escondem. Quando eu terminar de contar, o primeiro de vocês que eu encontrar ocupará o meu lugar para continuar o jogo, da próxima vez que nós jogarmos.

O ENTUSIASMO dançou seguido pela EUFORIA.
A alegria deu tantos saltos que acabou por convencer a DÚVIDA e até mesmo a APATIA, que nunca se interessava por nada. Mas nem todos quiseram participar:
A VERDADE preferiu não esconder-se. Para quê, se no final todos a encontravam? A SOBERBA opinou que era um jogo muito tonto (no fundo, o que a incomodava era que a ideia não tivesse sido dela) e a COVARDIA preferiu não arriscar-se.
- Um, dois, três, quatro - Começou a contar a LOUCURA.

A primeira a esconder-se foi a PRESSA, que, como sempre, caiu atrás da primeira pedra do caminho. A FÉ subiu ao céu e a INVEJA  escondeu-se atrás da sombra do TRIUNFO, que com seu próprio esforço tinha conseguido subir para copa da árvore mais alta.

A GENEROSIDADE quase não conseguia esconder-se pois, cada local que encontrava, lhe parecia maravilhoso para algum de seus amigos:
Se era um lago cristalino, ideal para a BELEZA, se era a copa de uma árvore, perfeito para a TIMIDEZ, se era o vão de uma borboleta, o melhor para a VOLÚPIA. Se era uma rajada de vento, magnífico para a LIBERDADE. E assim acabou por se esconder  num raio de sol.

O EGOÍSMO, ao contrário, encontrou um local muito bom desde o início. Ventilado, cómodo, mas apenas para ele.
A MENTIRA escondeu-se no fundo do oceano (mentira, na realidade, escondeu-se atrás do arco-íris) e a PAIXÃO e o DESEJO, no centro dos vulcões. O ESQUECIMENTO, não me recordo onde se escondeu, mas isso não é o mais importante.

Quando a LOUCURA estava lá pelo 999.999, o AMOR ainda não tinha encontrado um sítio para se esconder, pois todos já estavam ocupados, até que encontrou um roseiral e, carinhosamente, decidiu esconder-se entre as suas flores.
- Um milhão!!!!!! Contou a LOUCURA e começou a busca.
A primeira a aparecer foi a PRESSA apenas a três passos, atrás de uma pedra. Depois, ouviu a FÉ a conversar com Deus, no céu, Sentiu vibrar a PAIXÃO e o DESEJO nos vulcões.

Em descuido, encontrou a INVEJA e claro, pode deduzir onde estava o TRIUNFO. O EGOÍSMO, não teve  que procurá-lo. Ele sozinho saiu disparado do seu esconderijo que na verdade era um ninho de vespas.
De tanto caminhar, sentiu sede e ao aproximar-se de um lago, descobriu a BELEZA. A DÚVIDA foi mais fácil ainda, pois encontrou-a sentada sobre uma cerca sem decidir de que lado se esconderia. E assim foi encontrando  todos.

O TALENTO entre a erva fresca, a ANGÚSTIA  numa cova escura, a MENTIRA atrás do arco-íris (mentira, estava no fundo do oceano) e até o ESQUECIMENTO, a quem já se havia esquecido que estava brincando de esconde-esconde. Apenas o AMOR não aparecia em nenhum lugar.

A LOUCURA procurou atrás de cada árvore,  debaixo de cada rocha do planeta e em cima das montanhas. Quando estava a ponto de dar-se por vencida, encontrou um roseiral. Pegou uma forquilha e começou a mover os ramos, quase no mesmo instante, ouviu-se um doloroso grito.
Os espinhos tinham ferido o AMOR nos olhos. A LOUCURA não sabia o que fazer para se desculpar. Chorou, rezou, implorou, pediu perdão e até prometeu ser seu guia. O AMOR, então, concordou com o oferecimento da LOUCURA e, desde que pela primeira vez se brincou de esconde-esconde na terra, O AMOR é cego e a LOUCURA anda sempre a acompanha-lo.
"Quem não ama demais, não ama o bastante"

(autor desconhecido).

 Rosinda

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:31

REIKI, CONFEÇO-ME CURIOSA...

por Rosinda, em 23.01.10

Encontrei há dias uma amiga que já não via há muito tempo.

Ficou contente pelo encontro... e eu também. Já havia perguntado por ela á mãe; sabia que estava fora do País e que estava bem.

Conversa puxa conversa, lá contamos as novidades das nossas vidas. Fiquei então a saber que se tinha transformado  numa Mestre de Reiki. Já tinha ouvido esse nome algures, mas era total a minha ignorância sobre o assunto.

Explicou-me então que Reiki é uma forma de terapia baseada na canalização da energia universal , que tudo o que damos retorna, tanto o positivo como o negativo, sendo que acreditam na reencarnação e tudo o que fizermos aqui, é aqui que pagamos. Fiquei então a saber o que significa o nome Reiki:

REI-- significa universal e refere-se à parte espiritual, à essência energética cósmica, que permeia todas as coisas e circunda todos os lugares.

 KI-- é a energia  essencial da vida na Terra, nos planetas, nos nossos corpos mantendo-os vivos; Ki é vida.    Mas o que achei interessante foram os princípios básicos utilizados para meditar:

Só por hoje:

Liberte-se da raiva

Liberte-se da preocupação

Seja grato

Cumpra seus deveres

Seja gentil com todos os seres 

Bem... gostei. São realmente princípios que deveríamos ter!

 

Despedi-me dela, dizendo-lhe que esperava não estar de novo tanto tempo sem a ver. Ficou de me ligar para uma sessão de meditação...

Depois escreverei sobre o assunto.

 

 Rosinda

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:44

LENDA "O ROUXINOL E A ROSA"

por Rosinda, em 18.01.10

 

 O Rouxinol e a Rosa”

 

Um rouxinol vivia no jardim de uma casa.
Todas as manhãs, uma janela se abria e um jovem comia seu pão, enquanto olhava a beleza do jardim. 
Caíam sempre farelos de pão no parapeito da janela.
O rouxinol comia os farelos, acreditando que o jovem os deixava de propósito para ele.
Assim, criou um grande afecto por aquele que se preocupava em alimentá-lo ainda que com migalhas.
Um dia, o jovem  apaixonou-se.
Mas, ao  declarar-se, a sua amada impôs uma condição para retribuir o seu amor:
que na manhã seguinte ele lhe trouxesse a mais linda rosa vermelha.
O jovem percorreu todas as floriculturas da cidade, mas sua busca foi em vão. Nenhuma rosa... Muito menos vermelha.
Triste, desolado, ele foi pedir ajuda ao jardineiro de sua casa.
O jardineiro declarou que ele poderia presenteá-la com petúnias, violetas, cravos...
Qualquer flor, menos rosas.
Elas estavam fora de época; era impossível consegui-las naquela estação.
O rouxinol,que escutara a conversa,ficou penalizado com a desolação do jovem...
Teria que fazer algo para ajudar o  amigo a conseguir a flor.
A ave então procurou o Deus dos Pássaros, que falou: - Tu podes conseguir uma rosa vermelha para o teu amigo... Mas o sacrifício é grande e poderá custar-te a vida!
- Não importa, respondeu a ave. O que devo fazer? É para a felicidade de um amigo!
- Bem, tu terás que te emaranhar em uma roseira, e ali cantar a noite toda, sem parar.
O esforço é muito grande; o teu peito pode não aguentar...
Quando escureceu, o rouxinol emaranhou-se no meio de uma roseira que ficava em frente a janela do jovem.
Ali, pôs-se a cantar seu canto mais alegre, pois precisava caprichar na formação da flor.
Um grande espinho começou a entrar no peito do rouxinol, e quanto mais ele cantava, mais o espinho entrava no seu peito. Mas o rouxinol não parou.
Continuou seu canto, pela felicidade de um amigo.
Um canto que simbolizava gratidão, amizade.
Um canto de doação, até mesmo da própria vida!
Pela manhã, ao abrir a janela, o jovem  deteve-se diante da mais linda rosa vermelha, formada pelo sangue do rouxinol.
Nem questionou o milagre, apenas colheu a rosa.
Ao olhar o corpo inerte da pobre ave,o jovem disse:
Que ave estúpida! Tendo tantas árvores para cantar, foi enfiar-se justamente em meio a roseira que tem espinhos.
Pelo menos agora dormirei melhor, sem ter que escutar o seu canto chato.
É muito triste, mas infelizmente...
Cada um dá o que tem no coração...
Cada um recebe com o coração que tem...

 

Autor: Desconhecido

 

 Rosinda

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:28

DÔR...

por Rosinda, em 14.01.10

Sofrimento.jpg image by ruela13 

Angustia sentida de quem perdeu tudo...

destroços de pó caídos no chão,

E aquele grito, quase mudo...

Olhar vago, incrédula visão...

Nada... não somos nada...

tudo termina e assim de repente...

a vida se arruína ou acaba,

Assim... do nada... para tanta gente!

Porque será que tudo acontece?

São perguntas que me faço, não entendo...

Maus pensamentos, minha alma estremece...

Senhor...! Teus filhos estão sofrendo!

 

(os meus versitos)

Rosinda 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:19

PARABÉNS MINHA MÃE...

por Rosinda, em 13.01.10

 

Mãe... é uma linda palavra,

feita de amor e esperança...

Quando recebes nos braços,

Essa pequena criança...

Fazendo dela a mulher,

a mãe e avó, que hoje sou...

Que bom é ter-te, minha mãe...!

Os parabéns eu te dou!

Tens 75 anos, és linda, como eu te vejo...

Para ti venham mais anos,

é tudo o que eu desejo...

 

Rosinda 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:45

ABRAÇAR A VIDA...

por Rosinda, em 09.01.10

 

Esta noite apesar de ter tomado o comprimido para dormir, coisa que faço diariamente quase há dois anos, dormi mal, muito mal. Tive pesadelos dos quais não lembro, acordei vezes sem conta e por fim julgando até ser mais tarde, levantei-me.

Estava cansada e aborrecida. Liguei a máquina do café, tirei do frigorifico o meu queijo com que barro diariamente duas bolachas Maria. Rotina, sempre a mesma coisa, vêm ter comigo as minhas cadelas para lhes dar a meia bolacha, é sempre igual... Mas hoje estava tão atordoada que comi as bolachas e esqueci o café na chávena! Estás a ficar com a cabeça num oito, pensei! Tirei outro café e acendi o cigarro, fui para a varanda como de costume abri a janela, era escuro ainda, havia gelo nos carros. Mas depois vi este maravilhoso sol a nascer.

Fui buscar a máquina fotográfica e registei este momento, que também é rotineiro, o sol nasce todos os dias... mas que hoje alegrou a minha rotina, porque mesmo nascendo todos os dias, é maravilhoso.... e a vida também....

Fui ter com a madrugada, vi-a abraçar o sol, como eu quero abraçar a VIDA...!

 

Rosinda

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:16

PENSAMENTOS E SENTIMENTOS....

por Rosinda, em 07.01.10

 

Hoje dediquei a manhã a arrumar a sala, desmontei o pinheiro e coloquei tudo organizado no armário, como faço todos os anos.

Quando desci do escadote, antes de correr a porta do armário, fixei-me nesta boneca. Tenho-a á anos, mas hoje achei que estava mais sorridente... Enquanto olhava para ela não pude deixar de pensar; Este ano o Natal foi diferente.... apesar de ter tido um ano turbulento, dei comigo a pensar que me sentia mais satisfeita. O Natal fez mais sentido e eu sei o porquê, mas ainda não tinha parado para pensar!................

Este Natal tinha mais amigas, mais partilha, mais solidariedade!

E fiquei com pena de arrumar os enfeites, aquela boneca de neve a sorrir para mim, fez-me lembrar a figurinha que fiz ao pôr um vídeo comigo a cantar (então bom natal) no blog (um sonho de natal) e com que prazer o fiz....! Qual criança feliz a festejar com todos a alegria de participar e ajudar!

Este Natal ao dar um pouco de mim, recebi muito mais que o que dei. Este Natal vai ficar guardado de forma diferente...

Sorrindo para mim como a minha boneca de neve...!

 Rosinda

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:47

O MAIS FIEL AMIGO DO HOMEM

por Rosinda, em 05.01.10

Hoje resolvi escrever sobre as minhas cadelas, dois animais de quem gosto muito e que me fazem muita companhia.

 

                                          A SACHA

                                                  

É uma cadela de raça dálmata e tem quase 11 anos, está velhinha... mas é um amor... comprei-a quando tinha um ano,

não era minha intenção tinha-me morrido uma caniche (nina)e na altura dizia que não queria mais cães. Acontece que o dono, comentou no café, (estabelecimento que eu possuía na altura)

que se não arranjasse quem lhe desse os 10 contos que tinha gasto com a cadela nas vacinas e pedigree, que ia mandar abate-la. A pobre tinha tido uma gastroenterite e já não ia crescer tanto.

Disse-lhe para me trazer a cadela, dei-lhe os 10 contos e referi que esperava nunca mais o ver na minha frente!

Assim a sacha está cá em casa há 10 anos e tem sido excelente companheira.

                                         

                                        A TUCA

                                              

Foi abandonada...  Por qualquer razão conseguiu subir um lance de escadas e entrar no escritório onde trabalha a minha filha. Ligou-me e pediu: Mãe deixa só que eu a leve ao veterinário, a pobrezinha está tão magrinha e assim morre, depois eu levo ao canil... Disse que sim, claro!

Quando chegou com a cadelinha vi que era muito novinha e estava tão magra que dava para contar os elos da coluna!

Foi ao veterinário que confirmou que a cadela tinha um mês e pesava um kilo! Ficou cá em casa e como era muito fraquinha

deitei-a na minha cama comigo ( dormia sozinha).

No dia seguinte a minha filha arranjou a quem a dar mas...

a bichinho olhou para mim com aqueles olhinhos da cor dos meus, cor de mel e deixou-me melada! Não fui capaz de a dar...

Tem três anos é muito minha amiga e se eu não estiver, ela não come! Gosto muito dela!

 acho que é arraçada de podengo.  É linda!

              E pronto... ficaram a conhecer mais um pouco de mim, adoro animais...                            

                                                   

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:40

É BOM TER AMIGAS (OS)

por Rosinda, em 04.01.10

Recebi com muito orgulho este prémio, deu-mo a minha amiga Sindarin.

Agora parece que tenho de mandar para 15 blogs e dizer o poquê, ora então cá vai:

http://houseoflorien.blogs.sapo.pt/- Porque gosto muito dela! É como uma irmã de alma. Gosto do que escreve, acho-a admirável!

http://rodrigando.blogs.sapo.pt/ - Estranhamente tem a voz igualzinha á da Sindarin! é sensata nas palavras... grande amiga de peito! Mando-te um abraço... daqueles... ao nosso geito!

http://jardinsnostalgicos.blogs.sapo.pt/ - É uma doce criatura, uma flor no seu jardim... gosto dela e sei que gosta de mim!

http://divclube.blogs.sapo.pt/- Manu... que respeito muito, escreve com sabedoria, espero vir a tê-la como amiga, um dia...

http://0meucorreio.blogs.sapo.pt/ - Miguxa, é um carinho de pessoa, escreve com muita paixão e fala muito de amor... e tem nome de flor!

http://cintilante-como-uma-estrela.blogs.sapo.pt/ - sempre me apoiou e é uma ternura...

http://free-stile.blogs.sapo.pt/- Logo que aqui comecei, este amigo encontrei... eu não sei se ele sabe... mas que gosto dele, eu sei!

http://my_hiding_place.blogs.sapo.pt/ - Até lhe chamo princesa!

gosto dela sim senhor! Parece-me uma boa amiga e que sabe dar valor!

http://alzira-poesia.blogs.sapo.pt/ Porque escreve muito bem e tem uma profição que admiro... obrigada!

http://blogear.blogs.sapo.pt/ - Cheia de vida... mesmo ausente, sempre presente!

http://daplanicie.blogs.sapo.pt/ - Uma pessoa que conheço á pouco, mas que admiro e quero conhecer melhor.

http://voosdeborboleta.blogs.sapo.pt/ - Porque está presente na hora certa e se preocupa com os seres humanos...

http://olha_por_mim.blogs.sapo.pt/ - Pela forma como fala do seu filhinho, da família e do pai que recorda com amor e carinho.

http://vivacidades.blogs.sapo.pt/  - Pelo valor que dão á amizade! O respeito e cumplicidade... Parabens Diana e Marta!

http://cumplicedotempo.blogs.sapo.pt/ - Porque é meu conterrânio! E porque gosto de ler o blog dele!

http://almaamargurada.blogs.sapo.pt/ - Para ver se anima!

Gosto das coisas que escreve, ajudam a fazer a digestão...!

 

Bem e pode levar quem quizer, até mesmo sem merecer...

Eu gosto de toda a gente! O que é que hei-de fazer?

Se andamos nesta vida de aprendizagem, o que não mata... dá coragem!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:33

Pág. 1/2



"O próprio viver é morrer, porque não temos um dia a mais na nossa vida que não tenhamos, nisso, um dia a menos nela." (Fernando Pessoa)


Pesquisar

Pesquisar no Blog  




Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


Algumas das imagens deste blog são retiradas da Internet. Se alguma pessoa se sentir lesada por favor diga e será retirada