Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O fado... "Santa do fado" (2)

por Rosinda, em 30.11.11

Ercília Costa (Costa de Caparica, 1902 - 1985) foi uma actriz de revista, compositora e fadista portuguesa. Foi a primeira fadista portuguesa de projecção internacional, a primeira a fazer uma digressão no estrangeiro. Popular na primeira metade do século XX, tempos em que recebeu as alcunhas de "Sereia peregrina do Fado", "Santa do Fado" e "Toutinegra do Fado", o seu nome é hoje pouco recordado, visto que as gravações discográficas que realizou são anteriores à década de 1950, altura em que o disco gravado começou a popularizar-se em solo luso. Aqui

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:10

O fado... DA FADISTA NEGRA

por Rosinda, em 29.11.11
 

O fado é hoje Património Imaterial da Cultura. Todos ficamos contentes, pois é um louvor para o nosso País. Sendo que tantos nem gostam (ou têm vergonha de assumir que gostam) . Eu gosto de fado e por isso a partir de hoje e durante algum tempo, vou fazer alguns posts relembrando as (os) fadistas menos conhecidos. Fado não é só Amália, GRANDE SENHORA DO FADO, mas não a única.

 

Hoje a minha homenagem vai para a Ana Maria ( A fadista negra) Faleceu no Domingo passado aos 59 anos . Natural de Angola e de raça negra, cantava com alma o fado Português, porque o fado está na alma e não na raça.

 

Que descanse em paz...
 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:27

Rufam os tambores...

por Rosinda, em 28.11.11

Por aqui, o frio começa a fazer-se sentir a sério. O rufar dos tambores é uma constante e embora faça parte da tradição das Nicolinas, eu confesso que devia haver um local de ensaio com protecção sonora! Mas não me adianta reclamar, isto vai durar  até  29 de Novembro. O enterro do Pinheiro e as Ceias Nicolinas iniciam as celebrações em honra de São Nicolau. Rufam os tambores durante a  madrugada de dia 30.

Para os que tiverem curiosidade em saber um pouco das festas das Nicolinas, festa anual feita pelos estudantes universitários, pode ver aqui  (Que me valha então o S.Nicolau até lá, pois gosto de sossego.)

Este ano até se fizeram estes bonequinhos, NICO E LINO. São engraçadinhos e por uns dias a "malta" vai "aquecer" e esquecer a crise.  

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:47

Com os Queen, vos desejo, BOM FIM DE SEMANA

por Rosinda, em 25.11.11

 

O vocalista dos Queen, Freddie Mercury, morreu há precisamente 20 anos, no dia 24 de Novembro de 1991.
 
Mercury, que nasceu em 1946 no Zanzibar (agora parte da Tanzânia) com o nome indiano de Farrock Bulsara, tinha 45 anos quando morreu vitimado Síndrome da Imunodeficiência Adquirida . (SIDA)   
 
Para ele a minha homenagem, com saudade. 
 
A todos desejo:  BOM FIM DE SEMANA
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:00

É só uma simples opinião...

por Rosinda, em 24.11.11

(imagem retirada da net) 

Fartos...? Onde está a fartura...? 

 

Nota-se a diferença, aqui da minha janela. Fica virada para uma rua principal e o movimento é menor. Está mais sossegado que aos Domingos, ou Feriados.

Alguns aproveitarão para descansar e poder viver em pleno o fim de semana que se aproxima... sim, porque o verdadeiro motivo da greve, só fará sentido para alguns.

Qual é a solução que apresentam? Afinal a greve é contra as medidas de austeridade adoptadas pelo Governo. Ok! Estamos "contra" e que temos para sugerir ao governo em contrapartida? Nada!

Gostava de ouvir, aqui, da minha janela; Gente na rua, sugerindo qualquer coisa que abrisse novos horizontes, mas o silêncio é maior.

Então a greve, será mais um buraco nas contas do País, um Feriado não assinalado no calendário...

E eu aqui por detrás dos vidros, a ver um bonito dia de sol e a pensar: 

Se eu tivesse trabalho, não faria greve... Porque sou a favor dos sacrifícios exigidos...? Não! Porque não vejo outra saída, porque não tenho outra solução que resolva o problema financeiro e a crise em Portugal, infelizmente... 

 

Dói o silêncio lá fora, de um Portugal pobre, revoltado, mas... PARADO!

 

Rosinda

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:35

Feliz aniversário

por Rosinda, em 22.11.11

 

Parabéns minha filha, que o dia de hoje se repita por muitos anos.

Disseste que, 35 já são muitos... mas estás na flor da idade. Ainda és a minha menina...

Amo-te muito... Beijo grande para ti.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:55

A experiência do silêncio...

por Rosinda, em 20.11.11
Carvoeiro-Algarve

Os tempos mudam, o mundo continua se transformando, mas a experiência do silêncio, a alegria que vem dele, permanece a mesma.

Essa é a única coisa em que você pode confiar, a única coisa que nunca morre.

Esta é a única coisa que você pode chamar de seu próprio ser.

 

(Osho)

_____________________________________________________________________________________

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:38

Festejar a VIDA!

por Rosinda, em 17.11.11

 

Vocês conhecem aquele género de pessoa que quando tem um problema de saúde, diz que não é nada, vai correr tudo bem, etc.. etc.. Assim sou eu!

Mas hoje, o almoço não passou na goela e o coração parecia ligado à corrente, estava com um medo tremendo dos resultados citológicos da "peça" que tiraram do meu corpo. O tempo não passava e fui uma hora antes da consulta... Estou mesmo a ficar velha e medricas...

Os resultados foram negativos, felizmente. Ufa!!! Esta, que por acaso é a sétima (pareço predisposta a fazer colecção de cirurgias) foi a única em que, me faltou a força e me deixei assaltar pelo medo.  

Ainda não posso ir às compras, nem arrastar os móveis para limpar, de resto posso fazer tudo.

Portanto meus amigos hoje para mim é dia de festa.  Quero festejar; A VIDA!

 

Rosinda

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:12

Sentimentos...

por Rosinda, em 15.11.11

 

Era muito jovem aquela mulher. Todas as manhãs passava no mesmo lugar. Carregava nos braços um bebé, ainda muito pequenino. Via-se que tinha sido mãe à pouco tempo. A jovem, dava todos os dias um passeio com o filho, quer chovesse, quer fizesse sol. Dizia ela que, o bebé precisava de ver o mundo...

Naquele dia, passando como de costume junto de uma velha casa, ouviu o choro de um bebé. Olhou para seu filho que aconchegado por baixo do seu casaco, olhava para ela com aquele olhar da cor do céu, que para ela era o mais lindo do mundo. Quem será o bebé? E porque chora tanto? Perguntou a si mesma, pois pela rua não se via ninguém.  O choro vinha de dentro da casa.

Seguiu o seu caminho, mas no pensamento levou o desesperado choro daquele bebé ...

Na volta para casa, passou ali de novo e nada ouviu.

No dia seguinte amamentou o filho e lá foram dar o seu passeio matinal.

Mais uma vez ao passar junto à casa se ouviu o choro desesperado de um bebé. A jovem, não conseguiu continuar sem perceber o que se passava.

Olhou para aquela casa quase em ruínas e cheia de receio, bateu à porta...

Abriu-lhe a porta uma mulher, já um pouco velha e com um aspecto de pessoa que sofre. Vestida de escuro e com tão má cara, que a jovem ficou assustada. Mas era ali que estava o bebé...

O que quer?

Perguntou a senhora com voz soluçante, quase como se chorasse falando.

Eu ouvi um bebé a chorar muito, como não é a primeira vez, fiquei com pena e quis saber se precisa de alguma coisa...

A mulher mandou entrar e a jovem mãe, sempre com o filho bem encostadinho a ela, entrou.

A casa era tão velha por dentro, como por fora. Estava tudo desarrumado e no meio de uma cama suja sem lençóis, só com um cobertor, estava uma menina, recem nascida, muito pequenina... 

A velhota ia resmungando:

Aquela filha da puta anda toda a noite no putedo  e não vê que eu não tenho leite para dar à menina! É por isso que ela chora! Está esganada de fome!

Ontem dei-lhe água da sopa, mas hoje não tenho sopa...

A jovem aproximou-se da menina, estava tão fraquinha comparada com o seu filho e eram da mesma idade...

Parecia-lhe mentira que alguma mãe pudesse deixar assim um filho com um mês de vida.

Tirou o casaco e colocou-o em cima da cama, onde pousou o filho. Sentou-se numa ponta do colchão, pegou na menina e deu-lhe o seu seio para que mamasse.

A criança olhava para ela com uns olhinhos escuros como azeitonas, enquanto mamava com sofreguidão. Quando a jovem saiu dali, a menina dormia profundamente.

Nada ou quase nada falou com a mulher, que afinal era bisavó da criança, mas ficou a saber que a mãe era prostituta e pouco ou nada parava em casa.

A jovem, quase uma criança ainda, estava chocada e quando chegou a noite, contou ao marido.

A senhora tinha-lhe dito que lhe dava a menina e ela queria a todo o custo que o marido autorizasse. Tal não aconteceu. O marido, homem mais velho e experiente, achava que podendo ter os seus próprios filhos, não tinha que criar os filhos dos outros.

Assim todos os dias de três em três horas, aquela jovem pegava no seu filho e ia amamentar aquela menina. Foi assim durante três meses.

Um dia bateu à porta e não estava ninguém...

Procurou saber, mas nada se sabia a não ser que tinham ido embora dali. 

Ainda hoje essa mulher , agora já avó, se pergunta; Por onde andará a minha menina de olhos negros...?

Deve ter agora quarenta e um anos...

 

Rosinda

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:29

Dia especial

por Rosinda, em 14.11.11
 
 
Dia a assinalar no meu coração, há quarenta e um anos, às sete e vinte da manhã, fui mãe pela primeira vez.
Parabéns meu filho, que tenhas um bom dia de aniversário, aliás, que todos os dias da tua vida sejam bons...
Abraço-te com carinho e muito amor...
Rosinda
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:30

Pág. 1/2



"O próprio viver é morrer, porque não temos um dia a mais na nossa vida que não tenhamos, nisso, um dia a menos nela." (Fernando Pessoa)


tradutor

Site Meter

Pesquisar

Pesquisar no Blog  




Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Obrigada pela visita


análise web site


Algumas das imagens deste blog são retiradas da Internet. Se alguma pessoa se sentir lesada por favor diga e será retirada