Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


INQUIETAÇÃO

por Rosinda, em 17.05.10

Hoje apeteceu-me mudar o aspecto dos meus principais blogs, o onix e o lar,os amigos e eu. Apetecia-me mudar mais coisas, mudar de casa, talvez até de sítio... Sinto uma inquietação que não me deixa em paz.

Tudo tem a sua razão, tudo tem explicação... ou quase tudo! Sempre fui capaz de ultrapassar problemas, mas eram os meus problemas, era eu que sofria, era eu que resolvia. Mas quando sofre alguém que se ama... e não se encontra solução, isso é difícil de suportar.

Os meus pais são duas pessoas com muito bom aspecto físico, ninguém lhes daria a idade que têm, o meu pai tem oitenta e dois e a minha mãe setenta e cinco. Tenho sorte em tê-los ainda é verdade! Sempre vivi perto deles, tenho uma irmã e um irmão mas, fui sempre eu que estive presente em todos os momentos... e ainda sou. Não é isso que me custa, antes pelo contrário, mas acho que por estar mais perto e mais dedicada, também me vai custar mais perde-los.

A minha mãe até há um ano atrás estava menos mal, sempre sofreu dos ossos, mas de resto tinha boa saúde e vendia energia. Não pensei que assim de repente e sem grandes avisos, ficasse tão desorientada e confusa. Imagina mil coisas, inventa outras mil, coisas sem sentido, sem nexo. A minha querida mãe, com tão bom aspecto que mais parece minha irmã... tem Alzheimer! É desolador ver e especialmente ouvir tudo o que diz, com plena convicção de que está certa.

Agora tem hiper-tensão,colesterol alto, o corpo está a rejeitar a tiróide e só caminha durante quinze minutos... não consegue mais com dores.

O meu pai, está cansado de ouvir todos os disparates que ela diz, mas sabe que ela não tem culpa... sofre e já tem tantos anos...

Todos os dias de manhã vou vê-los a casa, dou um jeito em tudo e volto depois ao fim da tarde para ver se estão bem. O meu pai dá a caminhada dele todos os dias de manhã e se o tempo permitir, volta a sair de tarde . A minha mãe, só sai para ir ao médico. Hoje resolvi leva-la para a  esplanada de uma pastelaria perto de casa. Tomou um descafeinado e falou, falou muito. Lembrou a mãe , de quando namorou o Matateu... sim esse o jogador de futebol! Falou de como era bonita e da pouca fartura de outrora e depois de passar cerca de quase uma hora e meia, reparei que não tinha desatinado com coisa nenhuma! Pensei e quase tenho a certeza que sair de casa lhe faz bem. A manhã se Deus quiser, vou tentar que saia mais um pouco, afinal eu tenho tanto tempo...  Se não posso impedir o fim da jornada,posso esticar todos os momentos que passe com eles. Adoro os meus "velhinhos" assim lhes chamo carinhosamente. Permita Deus que a doença da minha mãe não progrida muito, que viva com dignidade até ao fim da vida. Dizem que temos de estar preparados para estas coisas... Alguém me diz como?

 

Rosinda

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:32


2 comentários

De Existe um Olhar a 18.05.2010 às 00:48

Olá Onix
Primeiro quero dar-te os parabéns pelo novo aspecto do teu blog. Esta vela é a luz que procuras para o teu caminho e agora que desabafaste sobre os teus pais, vais precisar muito dela. Tenho a certeza que a luz guiará os teus passos para consigas vencer mais um desafio.
Costuma dizer-se que com o mal dos outros podemos bem, mas eu acredito que sabendo das coisas menos boas, podemos tomá-las como exemplo e se for possível encontrar lenitivo para as nossas penas.
A minha avó, a minha sogra e a minha mãe partiram com o mesmo problema e mais outros que não foram fáceis de ultrapassar.
Tentei fazer com que os seus dias fossem suaves e ajudei-as a viver com o meu afecto, carinho e compreensão, aceitando e entendendo que nada nesta vida é eterno, mas com a consciência que tudo fiz para minimizar nesta vida todo o sofrimento. Hoje acredito que são elas lá em cima que olham por mim.
Com a ternura que descreves aqui, sei que conseguirás dar todo o apoio aos teus pais. És uma pessoa carinhosa e cheia de força e mesmo que um dia penses que ela te vai faltar, estou certa que a encontrarás onde menos esperares.
Deus não nos dá mais sofrimento do que aquele que podemos suportar.
Agradece por teres ainda os teus pais, isso eu tenho a certeza que fazes e vive...vive cada momento com eles em plenitude.
Beijos
Manu

De Rosinda a 18.05.2010 às 16:52

Manu, partilhar os nossos problemas parece torná-los mais leves... eu sei que tudo o que estou e vou passar , já muitos passaram. Encarar a situação e fazer o melhor possível, é o que posso fazer.
Obrigada pelas palavras carinhosas e de força. Ainda bem que gostou da mudança no blog, gostei da vela e achei que tinha a ver comigo nesta altura.
Beijinhos
Rosinda

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



"O próprio viver é morrer, porque não temos um dia a mais na nossa vida que não tenhamos, nisso, um dia a menos nela." (Fernando Pessoa)


Pesquisar

Pesquisar no Blog  



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


Algumas das imagens deste blog são retiradas da Internet. Se alguma pessoa se sentir lesada por favor diga e será retirada