Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


MENTIRAS, SÓ MENTIRAS...(parte4)

por Rosinda, em 09.07.09

 

  Sim... a partir do momento em que comecei a procurar explicação, só me deparei com mentiras!

Como já disse antes, não achei normal tantos telefonemas para o electricista. Assim sendo, resolvi ligar de casa para esse nº voltou  a atender uma mulher, perguntei se era da oficina e se era empregada do electricista; respondeu que não e que não conhecia ! Então identifiquei-lhe o meu marido e o carro, continuava a dizer que não conhecia! Então, disse eu, que faz o seu nº de telemóvel com o meu marido? Disse para lhe perguntar a ele!  Desligou, dizendo que tinha de ir trabalhar, e que não era como algumas mulheres que viviam á custa do marido!

Não precisei ouvir mais nada,ela já tinha dito tudo! Se não o conhecesse, não saberia que eu não trabalhava! Fiquei calada, esperava que ela lhe dissesse alguma coisa, e assim foi...

Nesse mesmo dia, ele saiu e quando voltou, fez uma cena...

Disse que era uma cunhada do electricista, que ele tinha problemas com as finanças, e usava o telefone da dita cunhada. Que eu o avia deixado envergonhado enfim, estava furioso.

Foi terrível, ofensivo, julguei até que me batia chegando a levantar a mão! Não falou comigo durante uns dias .

Logo depois teve que se ausentar para ir á Alemanha. Quando voltou, agiu com se não se tivesse passado nada, dizendo que me amava... e que deixasse de ser tola... até fez amor comigo o que era raro... mas á noite lá foi ele como de costume, quis ir com ele, disse que só ia tomar um cafezinho e voltava, repetindo:

Deixa de ser tola, eu amo-te...

Alguns dias depois quis levantar cinco mil euros da nossa conta...

Quis saber para quê, foi mais discussão, e apesar da minha oposição, levantou o dinheiro!

Claro que tentei conversar sobre o assunto, mas não querendo fazê-lo diante dos meus filhos, falei no nosso quarto,quando nos deitamos. Não demorou muito e fiquei a falar sozinha, adormeceu. Não sabendo o que fazer,porque não conseguia dormir, fui para a sala, chorar e fumar...não o fiz para aborrecer ninguém e muito menos a ele.

Mas ele acordou e isso serviu-lhe como desculpa para ir implicar comigo, acabou por dizer que ia embora de vez.  Escolhe! (gritava)Ou me fazes as malas ou a cama no quarto pequeno(é um quarto que temos a mais),disse-lhe:  Não faço uma coisa nem outra! Não quero fazer barulho, vê se cresces,sê homem e encara a verdade, tudo é melhor que vivermos assim...voltou para a cama, e eu não consegui dormir...

Chorei imenso só queria a verdade! E cheguei a pensar que estava enganada.

Não lhe fiz a cama. nem a mala, mas nesse dia  e durante um mês e meio, ele dormiu no tal quarto.

Saía todos os dias á mesma hora, e estava tudo igual.Os meus pais diziam que eu não estava bem... o nosso filho também, e embora o pai estivesse a dormir separado, ele deu a volta como sempre, dizendo que dava mau dormir...assim eu dormia melhor.

Assim chegou a última semana de férias dele,e na quarta feira,eu estava a fazer o almoço, e a chorar, aliás, não esperava que ele fosse á cozinha! Então, abraçou-me, e disse que não podia ir zangado comigo! Nesse dia não saiu, á noite dormimos juntos, fizemos amor... mas, ele acabou dizendo:

 Já está! Agora sabe Deus quando será!

...Não gostei de ouvir! Era como se tivesse arrumado um assunto, e disse-lho.

 Não  me deu importância, disse que eu era chata!

Na sexta feira seguinte, despediu-se de nós e resto da família a chorar, mais uma vez eu pensei que eu é que não devia estar bem! Foi, mas a dúvida não me deixava, se por um lado queria acreditar, por outro eu não achava normal o que se passava!

Foi então, que tive uma ideia, mas era uma coisa pouco correcta.

O telemóvel dele não estava registado... ora se eu o registasse em meu nome, podia pedir factura detalhada, e tirar algumas dúvidas! Hesitei!...

Mas disse a mim mesma, se calhar não tem nada e fico bem!

Hã... Deus, como sou tola...

 

Errar é humano, perseverar no erro é diabólico!

 ATÉ BREVE...                                          

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:59



"O próprio viver é morrer, porque não temos um dia a mais na nossa vida que não tenhamos, nisso, um dia a menos nela." (Fernando Pessoa)


Pesquisar

Pesquisar no Blog  



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


Algumas das imagens deste blog são retiradas da Internet. Se alguma pessoa se sentir lesada por favor diga e será retirada