Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


O frio que vem de dentro

por Rosinda, em 24.10.10

 

 

 

Conta-se que seis homens ficaram presos numa caverna por causa de uma avalanche de neve.
Teriam que esperar até ao amanhecer para receber socorro. Cada um deles trazia um pouco de lenha e havia uma pequena fogueira ao redor da qual eles se aqueciam. Eles sabiam que se o fogo se apagasse todos morreriam de frio antes que o dia clareasse. Chegou a hora de cada um colocar a sua lenha na fogueira: era a única maneira de poderem sobreviver.
O primeiro homem era racista. Ele olhou demoradamente para os outros cinco e descobriu que um deles tinha a pele escura. Então, raciocinou consigo mesmo: "Aquele negro! Jamais darei minha lenha para aquecer um negro". E guardou-a protegendo-a dos olhares dos demais. O segundo homem era um rico avarento. Estava ali porque esperava receber os juros de uma dívida. Olhou ao redor e viu um homem da montanha que trazia sua pobreza no aspecto rude do semblante e nas roupas velhas e remendadas. Ele calculava o valor da sua lenha e, enquanto sonhava com o seu lucro, pensou: "Eu, dar a minha lenha para aquecer um preguiçoso? Nem pensar".
O terceiro homem era negro. Seus olhos faiscavam de ressentimento. Não havia qualquer sinal de perdão ou de resignação que o sofrimento ensina.
Seu pensamento era muito prático: "É bem provável que eu precise desta lenha para me defender. Além disso, eu jamais daria minha lenha para salvar aqueles que me oprimem". E guardou  as suas lenhas com cuidado. O quarto homem era um pobre da montanha. Ele conhecia mais do que os outros os caminhos, os perigos e os segredos da neve. Este pensou: "Esta nevasca pode durar vários dias. Vou guardar a minha lenha."
O quinto homem parecia alheio a tudo. Era um sonhador. Olhando fixamente para as brasas, nem lhe passou pela cabeça oferecer a lenha que carregava. Ele estava preocupado demais com as suas próprias visões (ou alucinações?) para pensar em ser útil. O último homem trazia nos vincos da testa e nas palmas calosas das mãos os sinais de uma vida de trabalho. Seu raciocínio era curto e rápido. "Esta lenha é minha. Custou o meu trabalho. Não darei a ninguém nem mesmo o menor dos gravetos".
Com estes pensamentos, os seis homens permaneceram imóveis. A última brasa da fogueira  cobriu -se de cinzas e, finalmente apagou.
Ao alvorecer do dia, quando os homens do socorro chegaram à caverna encontraram seis cadáveres congelados, cada qual agarrado a um feixe de
lenha. Olhando para aquele triste quadro, o chefe da equipe de socorro disse:
"O frio que os matou não foi o frio de fora, mas o frio de dentro".

(Autor desconhecido)


Não deixe que o frio que vem de dentro o mate.
Abra o seu coração e ajude a aquecer aqueles que o rodeiam.
Não permita que as brasas da esperança se apaguem, nem que a fogueira do optimismo se transforme em cinzas.
Contribua com seu graveto de amor e aumente a chama da vida onde quer que esteja.

 

Uma boa semana para todos.

Rosinda

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:13


19 comentários

De Maria Helena a 24.10.2010 às 21:01

O frio interior gela as emoções boas e liberta as más!
Provém do coração e resseca a vida.
Não há nada pior numa vida que a morte do amor nos corações!
Beijinhos!

De Rosinda a 25.10.2010 às 12:10

Bom dia Maria Helena!
Agradeço o comentário com o qual concordo e sabe...? Sinto-me feliz, pois sei que vou dando os meus gravetos de amor e calor humano, embora por vezes sinta imenso frio ao redor. :-))
Um beijinho

De Maria Helena a 25.10.2010 às 15:43

Olá minha querida!
É só o que nos compete... fazer a nossa parte!
Beijinhos!

De Existe um Olhar a 24.10.2010 às 21:11

Olá Rosinda

Recebi este mail e guardei-o como faço com todos aqueles que me fazem reflectir, este é um deles.
Vamos então fazer tudo para que a esperança, a amizade e a luz não se apague nunca nos nossos corações.
Uma boa semana para ti também.

Beijos
Manu

De Rosinda a 25.10.2010 às 12:13

Bom dia Manu!
Hoje já alguém acendeu alguns gravetos de esperança para mim; Prova provada de que receberemos o que destribuir-mos.
Tudo de bom amiga, que nunca falte a esperança e o amor.
Beijo
Rosinda

De Diana V. a 24.10.2010 às 21:49

Olá Rosinda,

Que texto tão (terrívelmente) bonito, há uma dificuldade geral na Humanidade de ver além do próprio umbigo, aliás eu habitualmente uso essa expressão vivemos rodeados de Umbigos Gigantes, egocentrismo ao mais alto nível, e isto por uma razão muito simples, temos os olhos virados para fora, é dificil olhar para dentro. O que eu gosto quando aqui venho é que por norma entrelinhas leio (o melhor dos textos é sempre o que não é escrito) alguém que está em constante crescimento pessoal, que assume as dores como sendo próprias e sem culpar ninguem, chama-se a isso por-se em causa, e quem o faz mesmo quendo n parece tem o poder da vida nas mãos, que apela à introspecção e que chama à atenção para aquilo que são valores, sem impôr pensamentos. Este grande testamento só para dizer que gosto de aqui vir porque leio uma pessoa bonita, forte e que se assume como gente, lá está, eu gosto de gente que pensa como gente, aborrecem-me anémonas e umbigos gigantes.

Deixo um grande abraço e muitos beijinhos

Diana

De Rosinda a 25.10.2010 às 12:24

Bom dia Diana! O meu sorriso alargou com o teu comentário... "esse" poder de ler o que não está escrito, é também sinonimo de querer ver mais além, se estivermos atentos, assim conhecemos melhor os outros e a nós. Nunca seremos seres completos, falta sempre algo. Pobres dos que julgam tudo saber e usam muitas vezes o Eu em vez do Nós.
Quanto mais tempo passa, mais serena fico, mas mais tenho necessidade de SER.
Um beijo e um abraço para ti.
Rosinda

De Diana V. a 25.10.2010 às 12:38

Nós nascemos completos e perfeitos, é no processo de viver que nos vamos tendo medos e desenvolvendo defeitos, a maioria das vezes impostos por terceiros...
Gosto que seja há falta de gente que consiga ser|

Beijo grande

De Caminhando... a 24.10.2010 às 22:02

Olá Rosinda!

Que bonito este texto.
Infelizmente há pessoas com corações gelados. É essencial que nunca deixemos resfrear o calor no nosso coração. Nada pior que um coração frio...

Beijinhos

De Rosinda a 25.10.2010 às 12:27

Olá Joana, bom dia!
Sim nada pior que o gelo dentro do coração. Mas não andará o mundo todo bastante gelado por dentro...?
A cada dia eu vou observando que o egoísmo e falta de amor se vai instalando.
Um beijinho

De Jorge Soares a 24.10.2010 às 23:56

É a imagem perfeita daquilo me que se converte dia a dia a nossa sociedade..cada quem pensa em si e no seu mundo..sem olhar à volta, sem dar ou receber... uma enorme verdade... estamos a tornar o nosso mundo um mundo frio.

Está em nós fazer que isso mude... dar calor ao mundo...

Gostei..e adoro a música... boa semana para si Rosinda.

jorge

De Rosinda a 25.10.2010 às 12:29

Bom dia Jorge!
Também penso que este texto reflecte o estado geral do mundo. Esperemos que se abram os corações antes que se morra de frio.
Obrigado, gostei de o ter por aqui...
Um abraço
Rosinda

De luadoceu a 25.10.2010 às 10:08

adorei o texto amiga
tem um excelente ensinamento
cada um que olhou seu interior de egoismo,esqueceu se de aquecer para sobreviver,nenhum foi capaz de esquecer ressentimentos interiores e aquecerem se e morreram por causa disso
sim,nao foi o frio exterior que os matou,mas o interior,esse e valor mais alto que levamos daqui para fora,se nao cuidarmos dele,morremos por dentro
amiga...gosto de ti
bjos no teu coração

De luadoceu a 25.10.2010 às 10:08

adorei o texto amiga
tem um excelente ensinamento
cada um que olhou seu interior de egoismo,esqueceu se de aquecer para sobreviver,nenhum foi capaz de esquecer ressentimentos interiores e aquecerem se e morreram por causa disso
sim,nao foi o frio exterior que os matou,mas o interior,esse e valor mais alto que levamos daqui para fora,se nao cuidarmos dele,morremos por dentro
amiga...gosto de ti
bjos no teu coração

De luadoceu a 25.10.2010 às 10:09

peçod esculpas rosinda e os demais
nao consegu entrar e o sapo colocou as 2 msg repetidas
amiga se quizeres uma delas apaga la,estas a vontade pf
desculpa
boa semana p ti
c esta tua mae?

De Rosinda a 25.10.2010 às 12:31

Bom dia Lua!
Tudo seria mais simples se olhassemos para os outros como seres iguais. Partilhar o que sobra com quem nada tem e enfim, o mundo podia mudar muito.
Um beijinho

De luadoceu a 25.10.2010 às 14:45

É dificil amiga,muito dificil
Mas não impossivel
O Mundo e as pessoas
Bjinhos

De metro madrid a 27.10.2010 às 14:30

Parabéns pelo seu blog, muito interessante. Estou estudando Português, eu não consigo entender tudo, mas quase! ;)

De feromoni a 29.10.2010 às 12:37

Olá, estou a estudar Português e eu aconteceram em seu blog que bom!

Comentar post



"O próprio viver é morrer, porque não temos um dia a mais na nossa vida que não tenhamos, nisso, um dia a menos nela." (Fernando Pessoa)


Pesquisar

Pesquisar no Blog  



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


Algumas das imagens deste blog são retiradas da Internet. Se alguma pessoa se sentir lesada por favor diga e será retirada