Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Chove lá fora e chove no meu coração.

por Rosinda, em 08.11.10

 

A chuva cai, suave de mansinho e eu lembro de quando era criança. Como eu gostava de sair para a rua e sentir a chuva picar-me o rosto. Molhar-me os cabelos grandes que depois abanava , sacudindo a cabeça. Lembro minha mãe a ralhar; Maria! Vais ficar doente...

Talvez se o fizesse agora ficasse doente, mas nessa altura era jovem, cheia de saúde.

Esta noite dormi  muito pouco. A chuva com seu murmurar suave, fez-me companhia. Farta  de estar na cama , levante-me e vim para o meu cantinho. Sentada na minha confortável cadeira, deixei-me estar calmamente e continuei a ouvir a chuva que ainda cai lá fora. O cesto dos papeis contem demasiados pacotes de tabaco vazios, ando realmente a fumar demais, pensei.

Na noite anterior a esta, minha mãe descompensou completamente, ligou-me várias vezes durante a noite, crises medonhas de pânico fazem-na acreditar que a querem matar no hospital. Ontem a esta hora estava eu a caminho do hospital para tentar que se acalmasse. Não consegui...

Recusava os medicamentos e os alimentos. Depois de vista pelo médico, lá conseguiram que ela deixasse aplicar a injecção e tomasse o resto. Comer, mal comeu. Já rebentou três pontos com tanta agitação e tem a parte superior da perna completamente negra. Ontem disse-nos que ia morrer à meia noite se não assinarmos o termo de responsabilidade para sair do hospital. Gostava de poder ter passado a noite com ela, mas não é permitido. Telefonou-me por volta da onze horas de ontem ; Não tenho nem vestígios de sono ... disse. Mas já não falou da morte. Esta noite foi longa para mim. Espero que hoje ela esteja melhor.

É verdade que tudo isto são coisas normais, o fim da caminhada talvez se aproxime e deveríamos aceitar naturalmente o fim da vida. Mas isso são palavras, as tais palavras bonitas... mas que se distanciam muito da realidade.  Porque a realidade é que sofremos quando sentimos que estamos perto de perder quem amamos e ninguém está preparado, por muito que tente. 

Chove lá fora e chove no meu coração.

 

Rosinda

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:07


6 comentários

De luadoceu a 08.11.2010 às 10:43

um bjinho minha amiga
ao ver te assim,qdo desabafo sobre minha mae custa ver as outras filhas darem se com a maes e eu nao,mas n tenho culpa e nao lhe desejo mal
amiga fico triste,pensei que tivesse estabelizado
espero mesmo de coraçao que estabelize....
recebe um abraço caloroso ate chegar ao teu coraçao da tua amiga que gosta de ti,imagina te comigo ai sim?
boa semana
entro em ferias blogusitas amanha
as melhoras c toda a sinceridade

De Rosinda a 08.11.2010 às 18:15

Obrigada Lua, tudo ha-de passar ...
Tu estás mais prsente minha amiga do que muitos, até mesmo de alguma família! Obrigada pela tua preocupação.
Um beijinho grande

De olha_por_mim a 08.11.2010 às 17:31

Um beijinho grande amiga...por vezes o coração tem de chorar...por mais que nos custe...mas tem...e não deve ser fácil veres assim a tua mãe...é preciso calma...tudo vai correr bem...
Nunca se está preparado para perder alguém...nem nunca conseguimos aceitar a ideia que perdemos alguém...eu não aceito...e acho q nunca vou aceitar...:(((
Não fumes tanto amiga...ñ sou a melhor para te dar esse conselho...pois tb fumo...mas apenas fumo 2 a 3 cigarros por dia...nos dias q estou mais em baixo é q fumo mais...mas tento ñ ultrapassar os 5 cigarros por dia...ando a batalhar para deixar...mas o meu sistema nervoso pede-me que não deixe...
Beijocas enormes
P.S: parabéns por teres ganho o passatempo do blog da Manu...foi merecido sim:)))...um sorriso de mim para ti

De Rosinda a 08.11.2010 às 18:21

Obrigada amiga. Custa muito ver assim alguem que amamos e nada podermos fazer... a morte é uma coisa que eu não consigo entender, mas ver a minha mãe tão fora do normal, dizendo coisas sem nexo é muito difícil mesmo, não quero ver a minha mãe num qualquer lugar para pessoas com doenças mentais, seria horrivel. E ver que a cada dia perde faculdades e diz tanta coisa sem nexo, faz-me pena...
Um beijinho e mais uma vez obrigada pelo carinho

De DyDa/Flordeliz a 09.11.2010 às 01:17

Mas que é isto minha amiga?
Chove lá fora. O coração está agitado, mas nada de desesperar.
Estava a ler e a comparar. Manias, não há comparações.
Há opostos! Diferenças!

Enquanto a tua mãe liga a preocupar-te com o seu desespero e a sua ansiedade.
É bom para ela o teu carinho. Muito bom com toda a certeza. Pena deixar-te tão agoniada, tão aflita e mesmo impotente.

A minha, mesmo doente tem sempre uma palavra de conforto para connosco. Engana-nos. É positiva. Sofre em silêncio.
Apenas se preocupa que o meu pai esteja bem, que não fique aflito por ela.
Ela parece sempre capaz de suportar o mundo e carregar com ele às costas.
Amo-a. Amo o seu olhar. Amo a sua paz, mesmo quando sangra pelos outros, sempre pelos outros e nunca por ela.
Perdoa amiga. Falavas da tua e acabei lembrando a minha. Sinto-a cansada. Mas sem nos mostrar os braços descaídos.

Que a noite de hoje possa ser mais tranquila. Que a chuva seja para embalar o "vosso" sono.

E as melhoras para a senhora sua mãe.

Beijinho

De Rosinda a 09.11.2010 às 16:09

Olá Flordeliz!
Obrigada pelo apoio.
A minha mãe foi sempre muito sensivel à dor e é sempre a mim que chama...
Já o meu pai é como a tua mãe, quando se queixa já está muito, mas mesmo muito mal.
Somos todos diferentes . Eu sei que vou sofrer calada, já o faço agora...
Um beijinho amiga

Comentar post



"O próprio viver é morrer, porque não temos um dia a mais na nossa vida que não tenhamos, nisso, um dia a menos nela." (Fernando Pessoa)


Pesquisar

Pesquisar no Blog  



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


Algumas das imagens deste blog são retiradas da Internet. Se alguma pessoa se sentir lesada por favor diga e será retirada