Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Para sempre...

por Rosinda, em 29.10.12

Vou por aí há deriva fugindo. De ti? De mim? Nem sei...

Sei que o medo me domina, simplesmente.

Por isso, eu não, não caminho mais por onde andei. 

Ficaram sulcos na alma, marcada profundamente...

Para sempre, para sempre...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:45

Estado de alma...

por Rosinda, em 14.05.12

 

( Da minha janela)

 

"Só diz bem, aquele que pensou antes no que iria dizer, e ouve melhor aquele que se calou para escutar. A regra é simples, mas exigente.

Por isso hoje, nesse tempo de palavras muitas, queiramos a beleza dos silêncios poucos."

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:11

O fado... DA FADISTA NEGRA

por Rosinda, em 29.11.11
 

O fado é hoje Património Imaterial da Cultura. Todos ficamos contentes, pois é um louvor para o nosso País. Sendo que tantos nem gostam (ou têm vergonha de assumir que gostam) . Eu gosto de fado e por isso a partir de hoje e durante algum tempo, vou fazer alguns posts relembrando as (os) fadistas menos conhecidos. Fado não é só Amália, GRANDE SENHORA DO FADO, mas não a única.

 

Hoje a minha homenagem vai para a Ana Maria ( A fadista negra) Faleceu no Domingo passado aos 59 anos . Natural de Angola e de raça negra, cantava com alma o fado Português, porque o fado está na alma e não na raça.

 

Que descanse em paz...
 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:27

Bom fim de semana...

por Rosinda, em 10.09.11

Era final de Inverno...

Mais um ano havia passado e não se chegava a nenhuma conclusão. Os partidários de algumas facções,dia após dia, perdiam-se em intermináveis discussões sobre esta ou aquela candidata, sem chegarem a um consenso.

Decantava-se a beleza da papoila, as qualidades da alfazema, o perfume dos cravos, as virtudes de pureza e humildade de lírios e violetas, tudo em vão.

Num canto despretensioso do mundo, onde as espécies vegetais cresciam silenciosamente, um pequeno arbusto tratava da sua luta diária pela sobrevivência, alheio a toda a sorte de discussões.

Conformado com a sua forma tosca retorcida, prenhe de espinhos pontiagudos e consciente de que nunca alcançaria a beleza de um dente-de-leão, acostumara-se a ser desprezado e humilhado, sem no entanto deixar de prestar atenção às pequenas criaturas que dependiam da sua existência para poderem sobreviver. A elas dedicava toda a sua vida emprestando a segurança do seu tronco e ramos para abrigar insectos das chuvas e das ventanias.

Era feliz, pois se não tinha a beleza, tinha a utilidade e isso lhe bastava.

Naquela manhã fria de final de invernia, ainda não totalmente desperta do sono, a plantinha rude viu despregar do céu uma linda estrela cor de prata.

Sorrindo acompanhou-lhe a trajectória em arco-íris perfeito pelo céu escuro. Descendo, descendo, em direcção à floresta ainda adormecida.

Era tão suave e linda aquela forma, que, instintivamente , todos na floresta, árvores, arbustos, pássaros e flores, acordados pela luz repentina, curvavam-se para vê-la passar.

A estrela flutuou entre sorrisos, agradecendo a simpatia da  floresta, até chegar perto do arbusto cheio de espinhos. Aproximou-se lentamente da plantinha e falou-lhe docemente:

Não te inscreves-te no concurso da rainha das flores, por isso vim pessoalmente buscar-te...

Mas , senhora, gaguejou a planta, eu...?

Como posso aspirar a ser rainha de qualquer coisa não vês como sou feia?

O Senhor da Vida ordenou-me que viesse buscá-la...

Se esse é o seu desejo aqui me tens senhora...

E partiram deixando atrás um rastro de luz, na direcção do conselho das flores.

As demais candidatas riram-se da pretensão daquele feio arbusto.

A plateia silenciou quando entrou no ambiente a Primavera, anunciada pelo som de mil clarins. O arbusto espantado, reconheceu a estrela que o trouxera até ali.

Então senhores conselheiros, questionou a Primavera, o Senhor da Vida deseja saber se já encontraram a legítima representante do seu Reino.

Não senhora, estávamos a decidir quando fomos interrompidos pela vaidade dessa planta que aí está, sem qualidades. Veja, que ousadia!

A Primavera voltou-se para a plantinha que chorava envergonhada e humilhada e perguntou-lhe:

O que mais desejas nesta vida?

E a planta respondeu entre lágrimas:

Amar, amar e ser amada...

A primavera então, tocou nos galhos espinhosos, e, logo botões surgiram dos galhos seminus, abrindo-se em mil pétalas sedosas, de perfume inesquecível.

Qual é o teu nome? Perguntaram todos.

Eu sou a rosa...

Quando o Amor tocar os espinheiros do mundo, as rosas rebentarão em cada alma...

 

Desconheço o autor

 

Bom fim de semana para todos.

Rosinda

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:30

Para ver

por Rosinda, em 05.09.11

Aqui na minha janela... 

Deixo-vos um pouco da beleza da minha cidade, neste bonito vídeo. 
Um bom início de semana para todos!
 
Rosinda

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:40

A vida...

por Rosinda, em 15.05.11

Há momentos em nossas vidas que são percorridos por caminhos mais tortuosos e íngremes, fazendo-nos por vezes perder força física e até espiritual, ou seja quebram-nos completamente, foi assim a semana que passou, mas apesar disso sempre brilhou uma luz no meu caminho, a luz do amor. Sim porque é por amar que sofremos na maior parte das vezes. Se fosse indiferente e não tivesse sentimentos, não sofreria?... Talvez não, mas seria um ser desumano, ou um ser de alma morta.

Há algum tempo que se avizinhava a morte da minha cadela, é claro que não nego que foi um desgosto profundo, esteve 12 anos com ela e era uma fiel amiga. Apesar de estar preparada, só o facto de ter de decidir pela eutanásia foi péssimo.

Mas como se costuma dizer, um mal nunca vem só...

Relevando as diferenças como é evidente, no mesmo dia a minha mãe esteve bastante mal. Mais uma vez uma crise de ansiedade a levou a estar em Obs. na tarde e parte da noite. Nem lhe tínhamos dito nada sobre o animal, portanto não foi essa a causa, aliás já nem procuro as razões para ela ficar tão ansiosa que a tensão arterial sobe para os 20/11.

Medicada para a hipertensão e para a ansiedade, não consigo entender porque lhe acontece. Completamente descompensada, em pânico, medos terríveis, fobias, enfim uma resma de sintomas que não chegam para os médicos chegarem a conclusões, dizem apenas que ela tem de aprender a controlar a ansiedade, pois medicada já está. Dão-lhe um comprimido para colocar debaixo da língua e nada mais. Tenho tentado que saia de casa, tenho passeado com ela, mas sinto que ela não está bem.

Depois , como não há duas sem três, a minha filha mais velha perdeu o emprego. Receberá o subsídio de desemprego que como sempre demorará a chegar e com dois filhos pré adolescentes a vida vai complicar.

E assim tem sido estes últimos dias, em muito iguais aos de centenas ou milhares de pessoas pelo mundo inteiro, porque a vida é feita de altos e baixos. A única coisa que posso fazer é minimizar o sofrimento dos que me rodeiam com o meu sorriso, embora neste momento seja um sorriso "desbotado". Ando realmente bastante em baixo, mas passa, como tudo na vida.

Quero agradecer a todos os comentários que me deixaram, tão cheios de apoio e carinho. Para todos aquele abraço de amizade.

 

M.Rosinda

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:17

OBRIGADO...MEU DEUS...

por Rosinda, em 23.07.09

NÃO SEI COMO COMEÇAR, HOJE EU TIVE UMA GRANDE ALEGRIA...SAIU DO MEU CORAÇÃO UM PESO ENORME...SE ALEGUEM LEU O MEU POST (PAI...AFASTA DE MIM ESTE CÁLICE...)SABE QUE TENHO UM FILHO COM CANCRO. AGORA , DEPOIS DA QUIMIOTERAPIA FEZ EXAMES MÉDICOS, E GRAÇAS A DEUS...FUNCIONOU! PARA JÁ ESTÁ LIVRE DESSE MALDITO "SEMINOMA"!

POR MUITO QUE EU DIGA, NÃO VOU SER CAPAZ DE EXPRESSAR O SENTIMENTO DE ALEGRIA E PAZ QUE ISSO ME DÁ. VAI TER QUE FAZER EXAMES DAQUI A TRÊS MESES E DEPOIS COM REGULARIDADE MAIS CINCO ANOS

MAS TENHO A CERTEZA, QUE DEUS VAI CONTINUAR DO LADO DELE, E MUITO JOVEM, (AGORA NÃO PODE TER MAIS FILHOS) MAS JA TEM UM QUE PRECISA DELE.

MAIS UMA VEZ QUERO AGRADECER AO SENHOR...

OBRIGADO...MEU DEUS...OBRIGADO PAI DO CÉU...

 

          DESTE-LHE SENHOR A MÃO...

          INFINITAMENTE VOU AGRADECER...

          OUVIS-TE MINHA ORAÇÃO...

          APESAR DE EU NÃO MERECER...

 

          VÓS SABEIS DO QUE VOS FALA...

          ESTA OVELHA TRESMALHADA...

          SOU UMA OVELHA COM FOME...

          DO REBANHO SEPARADA...

 

           ALMA QUE NÃO SE PERDEU...

           ESTÁS SEMPRE DENTRO DE MIM...

           QUE MULHER DE FÉ SOU EU...

            TALVEZ POR SOFRER ASSIM...

 

            E NÃO VOU DIZER MAIS NADA...

           "PAI" SABES  MEUS SENTIMENTOS...

            FALO MAIS ESTANDO CALADA...

            COM MEUS PRÓPRIOS PENSAMENTOS...

 

          

       ATÉ BREVE...  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:33

NÃO SOU POETA, SÓ ESCREVO O QUE SINTO...

por Rosinda, em 19.07.09

 

 NÃO SOU POETAbarres séparateurs St-Valentin

 

SÃO SÓ PENSAMENTOS...

QUE VÊEM E QUE VÃO...

QUE CAUSAM TORMENTOS...

 NO MEU CORAÇÃO...  

                    

MINHA ALMA TEM FRIO...

UM FRIO DE MORTE...

TÃO GRANDE O VAZIO...

  TRILHO DA MÁ SORTE...

 

DE TANTA TRAIÇÃO....

DE MENTIRAS TAMANHAS... 

SOFRE MEU CORAÇÃO...

ATÉ ÁS ENTRANHAS...

                       

FAMINTA MINHA ALMA...

DE LUZ E SABER...

PROCURA COM CALMA...

E COM FÉ APRENDER...

 

PRECISO APRENDER...

A VIVER SEM AMOR...

DEIXAR DE SOFRER...

SEM TI, TANTA DOR...

 

AS PORTAS TRANQUEI...

DO MEU CORAÇÃO...

NÃO MAIS SOFREREI

POR UMA ILUSÃO... 

 

A ALMA PRECISA AMAR...

É ESSE O SEU ALIMENTO...

MAS UM AMOR SEM CHORAR...

QUE NÃO CAUSE SOFRIMENTO...

 

Rosinda  

ATÉ BREVE... 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:33


"O próprio viver é morrer, porque não temos um dia a mais na nossa vida que não tenhamos, nisso, um dia a menos nela." (Fernando Pessoa)


tradutor

Site Meter

Pesquisar

Pesquisar no Blog  




Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Obrigada pela visita


análise web site


Algumas das imagens deste blog são retiradas da Internet. Se alguma pessoa se sentir lesada por favor diga e será retirada