Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A vida...

por Rosinda, em 15.05.11

Há momentos em nossas vidas que são percorridos por caminhos mais tortuosos e íngremes, fazendo-nos por vezes perder força física e até espiritual, ou seja quebram-nos completamente, foi assim a semana que passou, mas apesar disso sempre brilhou uma luz no meu caminho, a luz do amor. Sim porque é por amar que sofremos na maior parte das vezes. Se fosse indiferente e não tivesse sentimentos, não sofreria?... Talvez não, mas seria um ser desumano, ou um ser de alma morta.

Há algum tempo que se avizinhava a morte da minha cadela, é claro que não nego que foi um desgosto profundo, esteve 12 anos com ela e era uma fiel amiga. Apesar de estar preparada, só o facto de ter de decidir pela eutanásia foi péssimo.

Mas como se costuma dizer, um mal nunca vem só...

Relevando as diferenças como é evidente, no mesmo dia a minha mãe esteve bastante mal. Mais uma vez uma crise de ansiedade a levou a estar em Obs. na tarde e parte da noite. Nem lhe tínhamos dito nada sobre o animal, portanto não foi essa a causa, aliás já nem procuro as razões para ela ficar tão ansiosa que a tensão arterial sobe para os 20/11.

Medicada para a hipertensão e para a ansiedade, não consigo entender porque lhe acontece. Completamente descompensada, em pânico, medos terríveis, fobias, enfim uma resma de sintomas que não chegam para os médicos chegarem a conclusões, dizem apenas que ela tem de aprender a controlar a ansiedade, pois medicada já está. Dão-lhe um comprimido para colocar debaixo da língua e nada mais. Tenho tentado que saia de casa, tenho passeado com ela, mas sinto que ela não está bem.

Depois , como não há duas sem três, a minha filha mais velha perdeu o emprego. Receberá o subsídio de desemprego que como sempre demorará a chegar e com dois filhos pré adolescentes a vida vai complicar.

E assim tem sido estes últimos dias, em muito iguais aos de centenas ou milhares de pessoas pelo mundo inteiro, porque a vida é feita de altos e baixos. A única coisa que posso fazer é minimizar o sofrimento dos que me rodeiam com o meu sorriso, embora neste momento seja um sorriso "desbotado". Ando realmente bastante em baixo, mas passa, como tudo na vida.

Quero agradecer a todos os comentários que me deixaram, tão cheios de apoio e carinho. Para todos aquele abraço de amizade.

 

M.Rosinda

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:17


"O próprio viver é morrer, porque não temos um dia a mais na nossa vida que não tenhamos, nisso, um dia a menos nela." (Fernando Pessoa)


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Posts recentes



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


Algumas das imagens deste blog são retiradas da Internet. Se alguma pessoa se sentir lesada por favor diga e será retirada