Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

POR AMOR (parte3)

por Rosinda, em 07.07.09

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                              

 O meu marido, continuou na Alemanha, ganhava bem, ia mandando algum dinheiro, que não chegava,quando vinha de férias ganhava menos, aí não dava quase nada. 

 

Enfim, foi-se tirando dinheiro do banco.Eu dizia algumas vezes:

Não entendo! Em vez de querer pôr mais no banco...estando emigrado, a ganhar bem,não!Sempre que tentava que me desse alguma explicação,havia discussão, mais uma vez deixeide dizer nada...nunca dei demasiado valor ao dinheiro!

A nossa relação quando ele chegava e enquanto cá estava, era quase de irmãos, pouco falávamos, e intimamente, quase não havia contacto. Fazia amor duas ou três vezes por ano,sempre

com dificuldade. Cheguei a pensar que tinha algum problema, porque ás vezes perto dos 50 pode haver problemas!

Depois de lhe pedir bastante, lá fez exames médicos, mas não se passava nada, estava óptimo!

Notei que ficou atrapalhado, mas dizia que era do trabalho, do stress

No fundo eu sabia... o meu sexto sentido dizia que havia outra.

Mas eu também sabia, que do dinheiro que tinha já não havia muito, o nosso filho estava prestes a entrar para a universidade dependíamos dele!!!

 Então que fazer?

Nada, simplesmente, só deixei de pensar em mim, esforçava-me para agradar a todos!

Ainda assim...quando eu pensava que não podia piorar...

Fez de tudo para me obrigar a ter uma atitude, reduziu ao dinheiro que mandava, levantou 5.000 euros da conta, não me quis dizer para quê, abriu conta só no nome dele, e pediu cartão de crédito! Conviver com a família... só á mesa na hora da refeição! Todos os dias saía á noite, sempre á mesma hora, e voltava sempre á mesma hora! (por volta da meia noite e meia) não era muito tarde... mas era um ritual.

 Podia acontecer o que quer que fosse, nada o impedia de sair!

Acabei por perder as estribeiras! Tentei falar com ele de forma correcta, só queria a verdade!

Não foi possível, como sempre deu a volta por cima! Disse ao filho que eu estava desequilibrada , convenceu os meus pais, até chorou! Dizendo que não tinha ninguém, que eu era a mulher da vida dele, só que eu devia estar doente e assim que era difícil aguentar.

Eu não estava doente, sabia que tinha que se passar alguma coisa! Fiquei atenta, mas quieta.

Normalmente, ele desligava o telemóvel quando ia para a cama, mas ouve um dia que o deixou na sala, ligado. Tocou, atendi e ninguém falou, só que o número estava lá, e verifiquei que estava também na agenda, mas era de um homem! Um nome estranho, e tinha demasiadas chamadas!

No dia seguinte, resolvi ligar, atendeu uma mulher... troquei o nome estranho que estava no telemóvel, para feminino, mas ela disse que era engano!

Embora com algum receio perguntei ao meu marido quem era o sujeito que ligou, ele ficou atrapalhado, mas disse que era electricista, que precisava de levar lá o carro...  Claro que não acreditei, não se liga tantas vezes e a horas impróprias para um electricista!

 

 E no próximo post vão ver que eu estava certa... infelizmente!

barres séparateurs St-Valentin

 

            VIDA DE MUITA AMARGURA...

            VIDA DE GRANDE SOLIDÃO...

            VIDA DE MUITA TERNURA...

            E AMOR NO CORAÇÃO...

 

            VALEU A PENA VIVER,

            POSSO SEM DÚVIDA, AFIRMAR!

            APESAR DE MUITO SOFRER,

            EU SEI O QUE É  "AMAR"....

 




 






 

 

 ATÉ BREVE.... 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:07


"O próprio viver é morrer, porque não temos um dia a mais na nossa vida que não tenhamos, nisso, um dia a menos nela." (Fernando Pessoa)


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Posts recentes



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


Algumas das imagens deste blog são retiradas da Internet. Se alguma pessoa se sentir lesada por favor diga e será retirada