Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Estranhas coícidências

por Rosinda, em 13.09.10

 

Já tenho dito algumas vezes, que nada acontece por acaso. Acredito que sim, mas por vezes ponho a mim mesma muitos porquês. É que por vezes fica difícil acreditar em coincidências.

Tenho um amigo invisual que tem uma série de lojas de produtos naturais, diz-se também "vidente" e é Quiropata. Bem, já utilizei os serviços dele como massagista e realmente posso dizer que funcionou e não mais tive "crises" de coluna.

Entretanto ele sabe que sou um pouco relutante em certas coisas no que se refere os poderes de "videntes" sou muito séptica. Acredito mais em forças de energia. Mas numa das sessões de massagem, (já lá vão seis anos) ele disse-me que eu tinha de ir a Fátima. Perguntei-lhe porquê... é que nessa altura nunca lá tinha ido, nem tinha vontade de ir. Fátima é para mim local de grande negócio , o Vaticano é uma das maiores fortunas do mundo... então porque não acodem as crianças que morrem de fome? Faz-me muita confusão... Abstenho-me de falar nesses assuntos para não ferir a susceptibilidade de ninguém.

Entretanto ele disse-me que quando chegasse a Fátima saberia a razão da minha ida. Bem, durante algum tempo fiquei a pensar...

Entretanto a minha amiga Joana todos os anos vai a Fátima. Vai daí contei-lhe o que se tinha passado. Disse então para eu ir com ela nesse ano, ficou ponto assente e reservou o meu lugar junto das entidades competentes que penso chamar-se "Irmãs de Maria" .

Iria então a Fátima em Maio de 2005.

Não fui. Fui operada com urgência e ficou adiada a minha ida . Entretanto e como o meu marido (agora ex.) quando vinha de férias estava cá três meses, acabei por lhe pedir que me levasse e levou...  Foi para esquecer, ele não teve paciência e acabei por nem entrar na Igreja.

Conclusão , fui mas era como se não tivesse ido....

Este ano, talvez influenciada por tudo o que se passou na minha vida, voltei a pensar no assunto. E quando a"Joana" me falou disso, dizendo que gostava que eu fosse, logo lhe disse que sim que marcasse que eu ia. Já foi há mais de um mês que tudo ficou combinado, eu iria a Fátima no fim de Outubro.  Pois... mas não vou! Então não é que a pessoa competente se esqueceu de reservar o meu lugar? Hoje a minha amiga telefonou-me muito triste... e eu disse-lhe; Hei...! Não fiques assim! Provavelmente ainda não é a hora! Ou então será que tenho de ir só para sentir sei lá o quê?  Mas que é estranho isso é! E claro... cada vez mais fico a pensar no que me disse o meu amigo...! Irei um destes dias, sozinha e sem dizer nada a ninguém...

Rosinda

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:09

Ainda não é desta! :-))))

por Rosinda, em 30.06.10

Há coisas que me acontecem que não fora pela gravidade das mesmas, até daria vontade de rir, porque são por vezes rocambolescas certas situações. Como sabem eu todas as manhãs vou a casa de meus pais, faço as camas, uma massagem à minha mãe, ponho as gotas nos olhos do meu pai e se a minha mãe está bem ainda dou uma pequena caminhada com ela. Essa é a minha rotina já há dois anos.

Tinha decidido ir à praia amanhã bem cedo, já me sinto bem, a minha mãe andava bem e portanto disse-lhe que não ia lá de manhã, que queria ir ver o mar e que quando chegasse que passava lá em casa, fez-me algumas recomendações como se eu fosse pequena, ri-me com ela e disse-lhe que eu já estava kota e não corria perigo... Dei-lhe o meu beijinho e disse até amanhã. Pois... deveria ser, mas não foi!

Ligou-me  à tarde, chorava desesperada e enquanto a acalmava por telefone fui caminhando para a casa dela, é muito perto da minha. Quando lá cheguei estava o meu pai a tentar acalma-la . Perguntei que se tinha passado para estar tão alterada... Pasmei! Agarrou-se ao meu pescoço a chorar muito e a pedir-me para não ir à praia. Tenho medo que não voltes ou que te aconteça qualquer coisa... Segundo me disse o meu pai esteve a chorar toda a tarde, ou seja... mais uma crise de pânico! Acalmou depois de lhe prometer que não ia. Ela sabe que se eu prometo cumpro, mas porque não saberá que já sou adulta e velha para andar sozinha? É muito complicado! Bem... esta semana já não vou ver o mar!

Será que para ir tenho de mentir à minha mãe?  Dar-lhe uma desculpa para a minha ausência de manhã? Não me parece, estou mais a pensar em levá-la comigo. Tenho de ver se o autocarro pára perto da praia, pois ela não pode andar muito. Ou então resolver ir num fim de semana, pois assim a minha filha leva-nos. Detesto ir á praia ao fim de semana... tem muita gente! E eu queria tanto estar sozinha! Bem, tenho de me rir da vida, antes que ela se ria de mim... Seja como for... qualquer dia eu vou! :-)

 

Rosinda

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:17


"O próprio viver é morrer, porque não temos um dia a mais na nossa vida que não tenhamos, nisso, um dia a menos nela." (Fernando Pessoa)


Pesquisar

Pesquisar no Blog  



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


Algumas das imagens deste blog são retiradas da Internet. Se alguma pessoa se sentir lesada por favor diga e será retirada