Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Partilhando...

por Rosinda, em 19.06.12

“A prece e a vida não podem ser aprendidas. Você precisa passar pela vida com os olhos abertos, com um coração compreensivo, para chegar a orar. Então, a prece será sua. Ela brotará de seu coração, verterá de seu coração. As palavras não significam muito – é o coração que está por trás delas.
Mas pode-se aprender muito através da mente; pode-se esquecer completamente o coração – porque o coração cresce através da experiência, e a mente cresce através… do pensamento. E o pensamento é simplesmente morto. Não existe nenhum crescimento através do pensamento. Você pode ficar dando voltas na mente. A mente é apenas um computador, um computador biológico que coleta informações. O mesmo pode ser feito por um computador, ainda melhor do que sua mente. Mas o coração não é um computador. O coração é totalmente diferente da mente: ele não coleta, não tem memória – simplesmente vive cada momento; responde ao momento vivo de uma maneira viva.” (Osho)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:05

Obrigada Flor...

por Rosinda, em 03.03.11

Realmente a partilha existe por aqui na blogosfera. Recebi mais uma participação para o desafio da palavra "coragem" . Da flordeliz, que é corajosa para se juntar a nós neste desafio... obrigada Flor, muito obrigada!

 

Aqui fica portanto o registo :

 

Que sentimento é este a que chamamos CORAGEM?

Será premeditado? Será quantificado? Será mesmo calculado?

Aquele que arrisca a vida para salvar a de outro é um corajoso? Não será o momento, a situação, a ocasião ou a escassez de tempo para pensar que nos leva a agir por impulso?

Arriscaria chamar de instinto à vontade de ajudar ou prestar socorro, sem medir dificuldades ou sequer pensar no perigo.

Sabemos que há pessoas que, por serem menos emotivas, conseguem controlar este sentido (instinto), evitando riscos muitas vezes infrutíferos ou mesmo desnecessários e serem muito mais úteis perante determinadas situações.

Deverão ser apelidadas ou conotadas como “menos corajosas”?

Todos na vida passamos ou conhecemos situações difíceis de ultrapassar – Acidentes. Doença. Solidão. Morte.

Dizem que é a coragem que nos ajuda nestes momentos. Será mesmo? Talvez...

Ou será a necessidade, que nos dá alento e força para continuar a empurrar a vida, muitas vezes porque não existe outra opção, porque dependem de nós e da nossa ajuda e atenção?!...

Há, ainda, aqueles que têm empregos de elevado risco. Serão estas pessoas mais corajosas? Ou conseguem controlar melhor as suas emoções e colocar os meios disponíveis e necessários em acção porque receberam um treino específico?!

Conhecemos ainda os ousados e os aventureiros. Os que gostam de sentir a adrenalina ao rubro. Aqueles que arriscam por gozo, por puro prazer, que ultrapassam o limite da segurança e tentam ir sempre mais além do que conseguiram ou que alguém atingiu anteriormente. Também estes são corajosos? É esse sentimento que os move? Ou será a vontade de competir e vencer?!...

Dizem –“ corajoso é aquele que controla o medo sem o ignorar”.

Pois, digo eu: bonito dizer, complicado colocar em prática.

O medo é a forma mais rápida para o bloqueio do discernimento. Logo, impedimento para pensar e, muito menos, agir com lógica.

Então, que cada um de nós enfrente as situações com q.b. de aventura e emoção sem nos deixarmos esmorecer, acreditando que vale a pena lutar! Que as palavras que recebemos de carinho, amizade e incentivo sejam tónico para encararmos cada dia! E se quem convive connosco sente que somos corajosos, então partilhemos essa dádiva guardando o que contém de positivo para momentos de desânimo!

Termino sem conseguir uma definição satisfatória para o que é a CORAGEM.

Talvez seja um momento. Talvez seja feitio. Talvez seja o que cada um de nós precisar e lhe quiser apelidar. Talvez…

flordeliz (03-02-2011)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:48

E agora?

por Rosinda, em 04.11.10

Ontem quando soube que tinha sido a vencedora do VII Rounde DESAFIO EM CADEIA cujo tema era o SORRISO fiquei surpreendida, não contava. Fiquei contente claro! Não me sinto vencedora, mas gostei de sentir que os meus versinhos, simples mas de coração, tocam no coração da Manu http://divclube.blogs.sapo.pt  de quem comentou de forma tão agradável e carinhosa. Vencedores são todos os sorrisos, os escritos e os de quem não entrando no desafio os espalha também por aqui.  Vou tentar que a CADEIA  não se quebre e os DESAFIOS continuem para que todos possamos sorrir em verdadeira partilha e amizade.

Não sei mais que dizer, sinto que me sobra em emoção e agradecimento, tudo o que no momento me falta em palavras. Muito obrigado a todos.

Espero que estejam ao meu lado para me ajudar a levar este desafio adiante.

Deixo-vos o meu sorriso e a minha amizade. Jamais poderão saber o quanto têm sido importantes para mim. Por vezes as palavras não chegam ou talvez sejam demais.

 

UM BEIJINHO a todos e aqui ficam os meus versinhos:

 

SORRISO

 

O sorriso contagia deixa o rosto iluminado

 

Fá-lo brilhar de alegria, dando-lhe um novo encanto

 

Sorriso doce franco e rasgado,

 

malandreco atrevido, insinuante...

                                                                

Sorrir é uma graça, sorri só por um instante

 

O sorriso pode ser teu cartão de identidade.

 

Sorrir muito faz tanto, tanto...

 

Até mesmo te garanto,

 

Nos faz esquecer a idade,

 

Mas o sorriso mais lindo

 

É o sorriso da Esperança

 

Tão puro, tão inocente no rosto de uma criança...

 

Sorrindo vou versejando

 

Sorrindo de um sonho meu...

 

Quero e vou sorrir sonhando,

 

Mesmo lá longe no céu...

 

Mas enquanto por cá estou

 

Nesta vida de passagem

 

Um sorriso eu vos dou

 

Para alegrar a viagem.

 

 

Rosinda 

 

 

PS: A minha mãe está um pouco melhor. Reagiu bem ás transfusões de sangue e já resmunga, o que é um óptimo sinal de melhoras! Lol...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:35

O ONIX FAZ UM ANO...

por Rosinda, em 02.06.10

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:05


"O próprio viver é morrer, porque não temos um dia a mais na nossa vida que não tenhamos, nisso, um dia a menos nela." (Fernando Pessoa)


Pesquisar

Pesquisar no Blog  



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


Algumas das imagens deste blog são retiradas da Internet. Se alguma pessoa se sentir lesada por favor diga e será retirada