Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

RETORNADOS (parte1)

por Rosinda, em 14.06.09

 

 

   Continuando a história da minha vida, fui para Angola em 1971. As condições eram péssimas, ao saber que estava grávida outra vez, fiquei um bocado desesperada, mas  aceitei a vontade de Deus. Dois meses depois, o meu marido influenciado pelo meu pai (na altura vivia-mos na casa dos meus pais) mas também pelo mau feitio dele, tivemos uma discussão muito grande, bateu-me tanto na cabeça (com medo de aleijar o bebé )a raiva era tanta que não chorei, só quando olhei para o espelho e vi o meu rosto tão inchado que fiquei com medo de ficar aleijada, então sim, comecei a gritar e a correr pelo mato dentro, até cair exausta no chão. Encontraram-me horas depois.

Adoeci, não comia tinha um cansaço tão grande que não saia da cama, levaram-me ao médico, estava com uma hepatite A ,disse o médico que devia ser sistema nervoso pelo que se tinha passado.Foi complicado por causa da gravidez, comecei a ficar com medo que o bébé nascesse com problemas.

 

Graças a Deus não tive mais problemas de saúde durante a gravidez . Nasceu de parto natural,era mais um menino, e assim aos 18 anos fui mãe pela segunda vez .

Era apenas uma criança, mas ninguém se lembrava disso.

Passava o tempo e eu tentava ser perfeita, como mãe e dona de casa, á espera de receber algum mérito por isso, mas tal não acontecia.

O tempo foi passando , entre zangas e choro de bebé ,eu lá ia andando, e fiz dos meus filhos a razão da minha existência.

Em 1974 (nunca mais vou esquecer o ano) estava a vestir-me para ir trabalhar ,ao sentir as calças roçar nas coxas tive uma sensação estranha no corpo. estranha, mas muito boa...Não sabia o que era, mas foi tão agradável que resolvi falar com o meu marido sobre o assunto. Ele disse-me então que, eu devia ter tido um orgasmo! Não sabia o que era, e ele também não perdeu tempo a explicar.

Mas a natureza é muito forte e eu fui procurando no meu corpo a repetição do prazer sentido. Assim, descobri aos 20 anos e mãe de dois filhos o prazer do corpo. 

Era uma "MULHER". Acontecia por essa altura , o 25 de Abril, dia da LIBERDADE.

Voltarei para falar do regresso a Portugal e das dificuldades encontradas na nossa

terra, pelo facto de sermos "RETORNADOS". 

barres séparateurs St-Valentin

ANGOLA TERRA TÃO BELA...

TODOS DIZEM AFINAL!

TU ÉS BELA, MUITO BELA!

 MAS EU AMO PORTUGAL!

TERRA DO MEU CORAÇÃO!

TERRA LINDA E COLORIDA,

GENTE POBRE, MAS FELIZ,

TERRA NOBRE O MEU PAÍS!

 

TERRA DE FADO SENTIDO...

COMO UMA ALMA GEMENDO...

E QUE COM ESSE GEMIDO,

MOSTRA QUANDO ESTÁ SOFRENDO.

 

TERRA DE LINDA MARESIA

TERRA DE LINDO LUAR...

TERRA DE MUITA ALEGRIA!

ONDE O BEIJO SABE A MAR...

   

TERRA DE POVO TÃO POBRE,

DE TÃO GRANDE DIGNIDADE!

TEMOS O QUE NINGUÉM TEM,

 ESTA PALAVRA: "SAUDADE". 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:34


"O próprio viver é morrer, porque não temos um dia a mais na nossa vida que não tenhamos, nisso, um dia a menos nela." (Fernando Pessoa)


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Posts recentes



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


Algumas das imagens deste blog são retiradas da Internet. Se alguma pessoa se sentir lesada por favor diga e será retirada